O Melhor das Estampas da London Fashion Week

February 24, 2017

 

A semana de moda de Londres é sempre marcada por coleções mais autorais, com mais liberdade criativa e experimentação. Por isso mesmo, para mim, sempre foi a mais interessante. Dessa forma, nem sempre faz sentido se falar em "tendências", os temas e motivos se repetem bem menos, pelo menos na estamparia. Para nós, muito mais inspiração!

 

Ok, já me declarei suspeita de preferir esta! Então vamos a alguns temas gerais que tiveram destaque. E no final, as melhores coleções da temporada.

 

"Artsy"

Padrões abstratos com pinceladas soltas , manchas e linhas com cara de feitas à mão. Essa tendência "artística" já apareceu várias outras vezes em Londres, e desta vez vem tanto em texturas e padrões monocromáticos mais discretos quanto em peças multi-coloridas. Destaque para a coleção vibrante de Peter Pilotto, que usou as referências do universo artístico inclusive na ambientação do desfile.

 

 

Seguindo esta tendência artística, também apareceram florais aquarelados, em menos coleções, se comparado a NY, mas ainda bem presentes.

 

 

Rosas

O romantismo das rosas, destaque tão grande em NY, também voltou a aparecer na semana de Londres. Aqui, em padrões mais clássicos e algumas vezes em estampas marcantes de florais em tons de vermelho com fundo preto.

 

 

Florais Clássicos

O clássico, por sinal, foi o grande destaque entre os florais. Esta tendência de florais clássicos, inspitados nos tradicionais tecidos de decoração parecia já estar acabando nos desfiles da NYFW, mas na Semana de Londres voltaram com bastante força. Em misturas de padrões e peças desconstruídas, fazendo um contraste entre tradição e vanguarda, como é típico dos designers de Londres, ou em peças realmente clássicas e românticas.

 

 

Listras

Outra tendência recorrente foram as listras. Presentes em todos os estilos, sóbrias e clássicas, multi-coloridas, irregulares, e principalmente, misturadas a estampas. Por vezes dando a impressão de patchwork no próprio padrão, e por outras em recortes de tecido, fazendo realmente uma espécie de patchwork.

 

 

Os melhores desfiles

Mas como o melhor de Londres são as coleções autorais... Não podia deixar de citar estes três designers:

 

Christopher Kane

 

Christopher Kane é sempre uma das minhas coleções preferidas, e provavelmente sempre colocarei em algum "top 5"... Mas confesso que o que chamou a atenção desta vez, e me fez inclusive pesquisar mais sobre o tema da coleção foi "mas o que estes florais antigos têm a ver com estas naves espaciais?"

 

O tema do Outono 2017 de Christopher Kane foi "Ode to Craft", uma ode ao artesanal. O designer sempre experimenta com novos materiais e estruturas, e dessa vez quis fazer desta experimentação o próprio tema de sua coleção. Segundo ele, desta vez não queria fazer uma declaração sobre "o estilo da mulher que usaria a coleção", mas apenas à espontaneidade de criar escolhendo novas formas e tecidos. 

 

Nesta experimentação aparecem seus característicos recortes e apliques em 3D, e a decisão de misturar tecidos clássicos como os damascos tradicionais de mobiliário com tecidos futuristas metálicos e holográficos. As espaçonaves são reproduções de obras do artista romeno Ionel Talpazan, que vendia suas obras em Nova York. Estas obras foram inclusive aproveitadas para a campanha desta coleção, que conta com o lançamento de uma bolsa exclusiva com esta estampa. Bom, não, afinal, não têm mesmo ligação com os florais.

 

Erdem

 

Este vem sendo apontado como um dos melhores desfiles da Semana de Londres. Acabou tendo certo tom politizado, pois une referências tradicionais britânicas e islâmicas. O tema da coleção realmente foi inspirado nestas referências, mas a intenção do estilista foi fazer um encontro inusitado entre suas bisavós, inglesas e turcas. Erdem nasceu no Canadá, sua mãe é inglesa e seu pai, turco.

 

A casa não é tradicionalmente contestadora em suas coleçõs, mas teve a intenção de lembrar a situação da região da Síria, mesmo fazendo isso de forma leve e sutil, resgatando temas do antigo império Otomano, imagens de sultões e haréns dos séculos 18 e 19, brocados e bordados com padrões islâmicos misturados a tweeds, padronagens de renda e florais clássicos ingleses. 

 

O resultado é uma coleção que realmente conta uma história, evolui em uma mistura de estilos que passa por padrões simples texturas de rendas e jacquards que vão se misturando até chegar a padrões complexos com múltiplas referências. Inspirações para vários estilos.

 

Mary Katrantzou

 

Outra preferida aqui, Mary Katrantzou é sempre referência quando se fala de estamparia. E, apesar de mais comercial que suas coleções de costume, acho que esta já é minha coleção preferida da estilista! Desta vez, seu tema de inspiração foi o filme Fantasia de Walt Disney. Sim, de se emocionar quem ama os clássicos Disney! Florais surrealistas, estampas misturadas com bordados e algumas que terminavam em apliques como se saíssem da peça, brilho e algumas peças com reproduções de cenas do filme. A ordem dos modelos na passarela e a cartela de cores, mesmo nas peças com menos detalhes, remete imediatamente ao filme. Bom, para quem já assistiu algumas centenas de vezes... 

 

Aguardem Milão e Paris para depois do Carnaval! Agora preciso colocar minhas tendências de brilhos e metalizados na rua.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

O dia que voltei aos Tingimentos Naturais

March 31, 2017

1/2
Please reload

Posts Recentes

May 3, 2018

September 19, 2017

September 9, 2017

Please reload

Arquivo